Polícia

Policiais rodoviários federais decidem suspender a greve

O Conselho de Representantes da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF) decidiu fechar acordo com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) e encerrou a greve da categoria nesta quarta-feira. De acordo com a federação, o acordo prevê os seguintes termos: reconhecimento do nível superior para o cargo de policial rodoviário federal (PRF); […]

Arquivo Publicado em 29/08/2012, às 14h44

None

O Conselho de Representantes da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF) decidiu fechar acordo com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) e encerrou a greve da categoria nesta quarta-feira.


De acordo com a federação, o acordo prevê os seguintes termos: reconhecimento do nível superior para o cargo de policial rodoviário federal (PRF); fim do limitador de 50% para a progressão na carreira; alteração dos nomes das classes da carreira para 1ª, 2ª, 3ª e Classe Especial; aumento linear de 15,8% dividido em três vezes vezes.


O presidente da FenaPRF, Pedro Cavalcanti, afirmou que todos policiais rodoviários federais do país retornaram para as suas atividades.


“O governo não realizou uma negociação nada amigável e isso prejudicou não só a nossa, mas todas as mesas de negociação. O índice de aumento não atendeu nossa expectativa, mas conseguimos diversos outros objetivos que vínhamos pleiteando há muito tempo e isso foi fundamental para a nossa tomada de decisão, sendo o principal deles o reconhecimento de nível superior para o cargo de policial rodoviário federal”, afirmou Pedro Cavalcanti.


A greve nacional dos policiais rodoviários teve início nesta segunda-feira, dia 27. A categoria chegou a fazer vários protestos pelo Brasil. Em Minas Gerais e no Distrito Federal, policiais que possuíam cargos de chefia entregaram os cargos como forma de protesto.

Jornal Midiamax