Polícia

Polícia Rodoviária Federal efetua primeiras prisões por crime eleitoral no Mato Grosso do Sul

Por volta das 16 horas, em Camapuã a PRF – Polícia Rodoviária Federal prendeu R.O.X, 21 anos, trabalhador rural, no momento em que assinava uma nota de abastecimento de 20 litros de combustível em favor de um morador da cidade e que seria paga por um candidato a vereador. Ele foi interpelado pelos policiais depois […]

Arquivo Publicado em 06/10/2012, às 22h35

None

Por volta das 16 horas, em Camapuã a PRF – Polícia Rodoviária Federal prendeu R.O.X, 21 anos, trabalhador rural, no momento em que assinava uma nota de abastecimento de 20 litros de combustível em favor de um morador da cidade e que seria paga por um candidato a vereador.

Ele foi interpelado pelos policiais depois que estes ouviram o frentista comunicar o caixa do posto de combustível para que anotasse aquele abastecimento em nome do vereador.

Os policiais se aproximaram de R.O.X, questionaram quem pagaria o combustível seria o candidato. Após a confirmação do trabalhador rural, recebeu voz de prisão dos policiais que se encontravam naquele posto enquanto realizavam o abastecimento da viatura.

Posteriormente, por volta das 18h20min, a PRF prendeu no município de Rio Verde de MT, R.C.L. 38 anos, mecânico, por compra de votos.

Uma testemunha abordou policiais da PRF e denunciou que na praça das Américas, uma pessoa de camisa vermelha estava realizando a compra de votos para um dos candidatos a vereador daquele município.

Após a denúncia, os policiais se dirigiram a praça, onde observaram uma grande aglomeração de pessoas.

R.C.L portava 200 santinhos do candidato a vereador, e R$ 900 em dinheiro, em notas de R$ 50 e R$ 100. Ele foi encaminhado para a delegacia de Polícia Civil local. (Com informações da Assessoria de Imprensa da PRF)

Jornal Midiamax