Polícia

Policia prende quadrilha de Cuiabá que furtava comércios do centro da Capital

Policiais da Garras fizeram campana em hotel, na BR-163, onde os bandidos estavam hospedados

Arquivo Publicado em 29/02/2012, às 12h49

None

Policiais da Garras fizeram campana em hotel, na BR-163, onde os bandidos estavam hospedados

Uma quadrilha, composta por três mulheres e um homem, foi presa em flagrante ontem à noite, por volta das 21h, por policiais da Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos, Assaltos, Bancos e Sequestros).

Há dois dias na Capital, o delegado Márcio Shiro Obara conta que eles furtaram diversos comércios no Centro da cidade, levando roupas femininas, acessórios e eletroeletrônicos, para vender instantes depois ainda na região central.


“A ação da quadrilha era bem rápida. Geralmente um ou dois deles distraiam seguranças, enquanto outros furtavam objetos e já comercializavam na região central da cidade. Eles são todos de Cuiabá (MT) e Breno de Souza Zuppo Porto, 26 anos, estava foragido da prisão. Nós já possuíamos a identificação do veículo da quadrilha, características dos mesmos e isso facilitou a prisão, que ocorreu após a equipe ficar a campana próximo a um hotel, na BR-163, na saída para São Paulo, onde a quadrilha estava instalada. Ao chegarem, eles foram abordados e presos em flagrante”, explica o delegado.


Breno chegou no hotel acompanhado de Jéssica Benedita de Oliveira, 19 anos, Priscila Regina Ribeiro Castilho, 25 anos e Pamela Cristina de Souza Santos. Ao checar o RG de Pamela, verificou-se que ela já havia sido presa e autuada em flagrante.

Eles descobriram depois que este era, na verdade, um dos nomes falsos utilizados por Odynilza Araújo dos Santos, 36 anos. Ela ainda confessou se utilizar dos nomes: Mônica Helena de Souza Santos e Odilene Araújo dos Santos.


Todos foram encaminhados para a Garras, onde permaneceram até a manhã desta quarta-feira (29). “Breno será encaminhado para a Agepen (Agência de Regulação do Sistema Penitenciário) e as mulheres para o presídio feminino. Todos serão indiciados por furto qualificado por formação de quadrilha, com exceção de Odylene que também terá o agravante de falsidade ideológica”, afirma o delegado Obara.


Outra prisão

Ainda em ação nesta madrugada, o delegado conta que a equipe também cumpriu o mandado de prisão de Santiago Acosta, 30 anos. Os policias o encontraram escondido em uma residência no bairro Coophamat e ele também foi encaminhado ao Garras.

Jornal Midiamax