Polícia

Polícia prende mulher e inquilino acusados de assassinar bicheiro em Dourados

A polícia desvendou o assassinato contra o bicheiro Sebastião Martins, de 53 anos, encontrado morto na manhã deste sábado com 22 facadas, dentro da banca de jogo do bicho, em frente a residência da vítima, na Vila Erondina. O bicheiro foi encontrado morto só de cueca por familiares, por volta das 7h de hoje. De […]

Arquivo Publicado em 08/12/2012, às 15h14

None

A polícia desvendou o assassinato contra o bicheiro Sebastião Martins, de 53 anos, encontrado morto na manhã deste sábado com 22 facadas, dentro da banca de jogo do bicho, em frente a residência da vítima, na Vila Erondina.


O bicheiro foi encontrado morto só de cueca por familiares, por volta das 7h de hoje.


De acordo com a delegada Magali Leite Cordeiro Pascoal, a mulher da vítima, de 54 anos, e o inquilino deles, de 24 anos, são os acusados do assassinato.


Os dois teriam planejado a morte de Sebastião Martins, que sofrera ameças recentemente. Durante depoimento na polícia, a mulher da vítima disse que estava cansada de ser humilhada pela vizinhança e parentes. O marido tinha um caso com a vizinha e todos sabiam do envolvimento dos dois.


Ainda na delegacia, a mulher confessou que dias atrás o marido teria pedido para o inquilino de 24 anos deixar o local. Além da residência do casal há quartos de quitinete no mesmo terreno.


A mulher falou para a delegada que o marido teria descoberto que o inquilino estaria comercializando drogas e deu um prazo para o rapaz sair da quitinete. Irritado, segundo a mulher, o inquilino a procurou e disse que mataria o seu marido.


Para a delegada, a mulher disse também que ajudaria a matar o marido, pois estava cansada da humilhação. Eles combinaram o crime e na noite desta sexta-feira a mulher abriu a porta da casa para o inquilino entrar. O bicheiro dormia na sala quando foi assassinato.


Consumado o crime, segundo o depoimento da mulher, o chão da sala foi limpado e o corpo do marido arrastado pelo inquilino até a banca de jogo do bicho. A roupa da vítima foi arrancada e jogada junto a cobertores para limpar o sangue em córrego próximo a residência.


Na delegacia o inquilino nega as acusações de participação no crime. Ele e a mulher da vítima foram autuados em flagrante por homicídio pela delegada Magali.

Jornal Midiamax