Polícia

Polícia prende homem que jogou ácido na esposa e na filha em Campo Grande

Na tarde dessa quarta-feira, 17, policiais civis da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), com apoio do Serviço de Investigações Gerais da 5ª DP (SIG) cumpriram um mandado de prisão em desfavor do mototaxista Mauro Xavier da Costa, 52 anos. De acordo com denúncia formalizada, o homem jogou soda cáustica na esposa e também […]

Arquivo Publicado em 17/10/2012, às 21h26

None
471126715.jpg

Na tarde dessa quarta-feira, 17, policiais civis da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), com apoio do Serviço de Investigações Gerais da 5ª DP (SIG) cumpriram um mandado de prisão em desfavor do mototaxista Mauro Xavier da Costa, 52 anos. De acordo com denúncia formalizada, o homem jogou soda cáustica na esposa e também na filha de oito anos, no dia 20 de setembro.

O mototaxista foi preso nas imediações da 5ª DP. A polícia havia feito outras diligências e campanas em vários pontos da cidade com a intenção de capturá-lo, mas em vão. Na tarde dessa quarta chegou até a delegacia que ele estava no bairro Piratininga. Ele recebeu voz de prisão e foi levado para a Deam.

Mauro foi indiciado por tentativa de homicídio. O fato aconteceu na casa do casal depois de uma discussão. Na ocasião, o mototaxista acusou a esposa de traição e de acordo com relato da vítima o agressor disse que ‘iria dar um jeito na cara dela e que nem cirurgião plástico iria consertar’.

A delegada titular da Deam, Rosely Molina disse que encaminhou o mandado de prisão no dia 28 de setembro e foi concedido pela Justiça em 1º de outubro.

Juntos há dez anos, mas casados recentemente e com três filhos em comum, sendo uma de oito, quatro e um ano e sete meses, a estudante Patrícia Ribeiro Alves dos Santos, 29 anos, conta que ele sempre foi agressivo. “Ele disse que ele sempre foi ciumento, mas desde maio aumentou muito a agressividade e então ela pediu a separação”, diz a delegada Rosely Molina, responsável pelas investigações.

De acordo com a polícia,Mauro ainda obrigou a vítima a retirar um boletim de ocorrência de violência doméstica contra ele, feito neste ano, além de uma medida protetiva em desfavor de Mauro César. “Foi ele quem trouxe a Patrícia e ficou esperando na moto enquanto ela retirava a ocorrência”, conta a delegada.

No dia 20 de setembro, a briga se agravou na casa do casal, no bairro Jardim Canguru. “Ela foi ao supermercado, por volta das 15h e ele a seguiu de moto. Após uma discussão, ela fugiu para a casa da irmã dele e meia hora depois o suspeito apareceu com um pedaço de madeira em mãos”, afirma a delegada Molina. Eles então começaram a conversar novamente e o homem retirou algo da jaqueta, jogando em direção ao rosto da mulher.

“Ela tentava se defender, mas o homem a puxou pelos cabelos e jogou soda cáustica na direção da boca. O líquido ainda respingou no pescoço, braço e também na filha do casal, que pedia para o pai parar e tentava proteger a mãe”, diz a delegada Molina.

A mulher pediu ajuda aos vizinhos e a Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) foi acionada. Patrícia foi para a Santa Casa e permaneceu internada até a última quarta-feira (26).

Nesse período, segundo as investigações da Deam, um conhecido da vítima teria recebido uma ligação de Mauro César, na qual ele diz que ‘ainda vai voltar para terminar o que tinha começado’. (Com colaboração de Graziela Rezende).

Jornal Midiamax