Polícia

Polícia identifica proprietário de maconha abandonada em Ponta Porã

Policiais da Defron (Delegacia Especializada de repreensão aos Crimes de fronteira) identificaram os proprietários de 233 quilos de maconha que estavam em um veículo VW/Gol, de cor branca, com placas HRM-5741, apreendidos pelo DOF(Departamento de Operações de Fronteira) na madrugada do dia 05 de de março de 2012 na rodovia MS 164, próximo ao CTG […]

Arquivo Publicado em 25/10/2012, às 20h44

None

Policiais da Defron (Delegacia Especializada de repreensão aos Crimes de fronteira) identificaram os proprietários de 233 quilos de maconha que estavam em um veículo VW/Gol, de cor branca, com placas HRM-5741, apreendidos pelo DOF(Departamento de Operações de Fronteira) na madrugada do dia 05 de de março de 2012 na rodovia MS 164, próximo ao CTG (Centro de Tradições Gaúchas) de Ponta Porã.



Na data dos fatos, o motorista do Gol e mais dois passageiros ao avistarem o bloqueio policial, abandonaram o veículo com a droga e entraram no território paraguaio, não sendo possível capturá-los na época.



Após receberem a ocorrência os investigadores da Defron identificaram dois dos três autores do tráfico, sendo primeiro identificado como Rafael da Costa, 27 anos, residente em Campo Grande, que era proprietário do veículo e ocupava o banco do carona no dia dos fatos, e o segundo identificado foi Maikon Ramos dos Santos, 23 anos, também residente em Campo Grande que ocupava o banco traseiro do veículo.



Tanto Rafael quanto Maikon assumiram que transportavam a droga e afirmaram que o motorista do veículo seria um homem Paraguaio e que a droga foi pega na cidade de Capitan Bado no Paraguai, porém um acusa o outro de ser o verdadeiro dono do entorpecente.



Os dois foram indiciados formalmente e indiciados no Artigo 33 da lei 11.343/2006, Tráfico de Drogas, cujo processo tramitará na Comarca de Ponta Porã onde Rafael e Maikon serão Julgados.



A Defron e o DOF disponibilizam os números telefonicos 800-647-6300 e 67-3425-1086 para denuncias e informações sobre crimes, considerando o anonimato do denunciante.


Jornal Midiamax