Polícia

Polícia Civil de Água Clara instaura inquérito para investigar queda de avião de pecuarista

O monomotor do pecuarista Orestes Tibery caiu no último sábado em uma fazenda há 70 km do município

Arquivo Publicado em 27/08/2012, às 13h11

None

O monomotor do pecuarista Orestes Tibery caiu no último sábado em uma fazenda há 70 km do município

A polícia civil de Água Clara instaurou um inquérito policial para apurar as circunstâncias da queda de um avião monomotor no último sábado. No acidente morreram o pecuarista Orestes Prata Tibery, sua esposa Elen Martins Prata Tibery e o piloto Teodoro Janjan.

De acordo com o delegado Nilson Martins, as investigações tem prazo de 30 dias para indicar se o acidente foi provocado por dolo ou culpa. Ele informou ainda que ouviirá testemunhas e familiares das vítimas. Algumas testemunhas disseram que viram a aeronave cair, mas não explodir.

O avião monomotor PT-OKZ, modelo Cessna 210-N, decolou por volta das 6h30 com destino à fazenda Vista Alegre de propriedade do empresário no município de Água Clara.

O Cenipa (Centro Nacional Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) realizará uma investigação paralela para determinar as causas do acidente, porém não tem proposta punitiva.

Caso a investigação não esteja concluída em 30 dias, o delegado poderá pedir a prorrogação do prazo.

Jornal Midiamax