Polícia

Mulher vai a polícia para denunciar ameaça após susposta compra de votos

M.J.F.R., 61 anos, temendo sua integridade física, compareceu a delegacia de Rio Negro, cidade distante a 476 quilômetros de Campo Grande, para denunciar um suposto esquema de compra de votos. Segundo consta no B.O. 297 de ameça, registrado às 14h17 desta terça-feira (9), a vítima recebeu duas mulheres e um homem na sua casa, na […]

Arquivo Publicado em 09/10/2012, às 19h01

None

M.J.F.R., 61 anos, temendo sua integridade física, compareceu a delegacia de Rio Negro, cidade distante a 476 quilômetros de Campo Grande, para denunciar um suposto esquema de compra de votos.


Segundo consta no B.O. 297 de ameça, registrado às 14h17 desta terça-feira (9), a vítima recebeu duas mulheres e um homem na sua casa, na rua Manoel Francisco da Silva, bairro Morro da TV, para ela assinar uma falsa nota fiscal.


No papel estaria preenchido que, no dia 4/10, a mulher teria comprado uma caixa d’água de 500 litros, no valor de R$ 130, quando na verdade ela disse que jamais efetuou a compra. M. disse ainda que conhecia uma das mulheres e que ‘ela seria esposa do vereador Valdir da farmácia’.


M. disse que uma das mulheres, identificado como Sônia, a ameaçou dizendo que ‘se a vítima dissesse que o produto descrito na nota fiscal seria produto de uma compra de voto, ela iria ver’.


M. garantiu que a nota apresentada seria uma simulação de compra e que nunca comprou estes produtos, dizendo ainda que o nome que consta na nota fiscal está errado e que ninguém a chama de ‘Maria Baixinha.


O caso foi registrado como ameaça e será investigado pela Polícia Civil.

Jornal Midiamax