Polícia

Justiça faz primeira audiência sobre morte de primo do goleiro Bruno

A Justiça de Minas Gerais realiza nesta segunda-feira (10) a primeira audiência de instrução do processo sobre a morte de Sérgio Rosa Salles, primo do goleiro Bruno assassinado em agosto deste ano em Belo Horizonte. Ao todo, oito testemunhas de acusação e três de defesa estão sendo ouvidas pelo juiz sumariante do 1º Tribunal do […]

Arquivo Publicado em 10/12/2012, às 18h52

None
1803065353.jpg

A Justiça de Minas Gerais realiza nesta segunda-feira (10) a primeira audiência de instrução do processo sobre a morte de Sérgio Rosa Salles, primo do goleiro Bruno assassinado em agosto deste ano em Belo Horizonte.



Ao todo, oito testemunhas de acusação e três de defesa estão sendo ouvidas pelo juiz sumariante do 1º Tribunal do Júri de Belo Horizonte, Guilherme Queiróz Lacerda, no Fórum Lafayette, situado na capital mineira. A imprensa não tem acesso à sessão.



Salles era um dos réus no processo sobre a morte de Eliza Samudio, ex-amante do atleta, e seu assassinato, segundo a Polícia Civil mineira, teria sido por motivos passionais. A corporação descartou uma possível ligação entre a morte dele e o caso da ex-amante do jogador.



De acordo com a assessoria do Fórum, o casal apontado como o responsável pela morte de Camelo, como era conhecido o primo do goleiro Bruno, deverá ser ouvido ao final do depoimento das testemunhas.



Caso não haja tempo hábil para o interrogatório de Alexandre Ângelo de Oliveira, 28, e Denilza Cesário da Silva, 30, o magistrado vai marcar outra data para o depoimento deles. Ao fim da fase de instrução do processo o juiz decide se pronuncia ou não os réus ao júri popular.



Sérgio Rosa Salles colaborou com a polícia na época da investigação do caso sobre o sumiço de Eliza Samudio e aguardava o julgamento do caso em liberdade. A morte dele ocorreu no dia 22 de agosto deste ano no bairro Minaslândia, região norte da capital mineira.


Jornal Midiamax