Polícia

Integrante do PCC de Nova Andradina é preso em SP

Almir Lima de Souza de 35 anos, considerado pela polícia e Justiça de Nova Andradina, como integrante do PCC – Primeiro Comando da Capital no Estado de Mato Grosso do Sul, ele estava foragido da Justiça desde quando estourou a operação em que a Polícia Civil de Nova Andradina, desarticulou 18 membros do partido no […]

Arquivo Publicado em 29/11/2012, às 15h15

None
247611252.jpg

Almir Lima de Souza de 35 anos, considerado pela polícia e Justiça de Nova Andradina, como integrante do PCC – Primeiro Comando da Capital no Estado de Mato Grosso do Sul, ele estava foragido da Justiça desde quando estourou a operação em que a Polícia Civil de Nova Andradina, desarticulou 18 membros do partido no mês de março deste ano, onde das 18 pessoas denunciadas pelo Ministério Público Estadual, 16 foram presas, sendo que dois estavam foragidos, quando no último dia (12), Almir foi preso às margens da Rodovia Raposo Tavares em Presidente Epitácio, Estado de São Paulo.


A Polícia Federal relatou ao Jornal da Nova, que Almir estava dormindo dentro de uma carreta que estava estacionada dentro de um posto de combustíveis, às margens da rodovia, quando uma patrulha federal resolveu abordar o veículo, que em vistorias e checagem junto ao sistema policial, constatou que contra Almir, havia um mandado de prisão em aberto expedido pela Justiça de Nova Andradina.


Na carreta em que Almir estava e em outra de seu companheiro, foram encontrados aproximadamente 600 mil maços de cigarros contrabandeados do Paraguai que segundo informações da Polícia Federal, os produtos sem nota fiscal estavam escondidos embaixo de paletes de madeira.


Os motoristas dos veículos foram presos em flagrante por contrabando e encaminhados para a Polícia Federal de Prudente/SP para serem ouvidos. Em seguida, foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisória – CDP de Caiuá/SP.


Os veículos e os produtos também foram apreendidos um dos caminhões possui placas de Registro/SP e semi-reboque com placas de Curitiba/PR, o outro, com placas de Goiânia/GO e semi-reboque de Campo Grande.


Em breve, Almir poderá ser transferido para a cadeia pública de Nova Andradina, pois o mandado de prisão é desta comarca..

Jornal Midiamax