Polícia

Homem é preso por furtos e tentativas de estupro em Mundo Novo

Um homem de 35 anos de idade foi preso por policiais militares lotados no Terceiro Pelotão de Mundo Novo, na madrugada de sexta-feira (24), após promover uma onda de crimes no Bairro São Jorge. O acusado, que reside em Iguatemi, e já havia sido detido em seu Município de origem pela prática de dano e […]

Arquivo Publicado em 24/08/2012, às 13h35

None

Um homem de 35 anos de idade foi preso por policiais militares lotados no Terceiro Pelotão de Mundo Novo, na madrugada de sexta-feira (24), após promover uma onda de crimes no Bairro São Jorge.


O acusado, que reside em Iguatemi, e já havia sido detido em seu Município de origem pela prática de dano e furto, por volta das duas horas da madrugada, após abrir a porta de uma residência e subtrair um celular, fugiu, levando consigo, uma menina de nove anos, filha dos donos da casa, que dormiam no momento. A mãe da garota acordou com o barulho e ao ver que a filha havia sumido, chamou pelo marido, que localizou o meliante e passou a segui-lo, sendo que neste momento ele atirou a criança ao solo e se refugiou em um matagal.


No momento em que os militares efetuavam buscas na região, um cidadão residente a cinco quadras do local da primeira ocorrência, através de telefone, informou a PM, que um homem com as mesmas características, tinha invadido sua casa e de posse de uma faca, retirado de um dos quartos, sua filha de seis anos, tendo levado a garota ao fundo da casa e tentado estrangulá-la. O pai então se apossou de um facão e correu atrás do marginal, que fugiu.


Momentos depois, o suspeito foi detido pela Polícia Militar, confessando as duas violações a domicílios e também dois furtos a outras duas casas, sendo que ele levou os policiais ao local onde os objetos estavam escondidos.


Foram recuperados três carregadores de celulares, um celular, duas máquinas fotográficas, três vidros de perfumes de grife, certa quantia em dinheiro e várias peças de roupas.


Ele foi encaminhado, juntamente com os produtos a Delegacia de Polícia, de onde após prestar depoimento, foi levado a cadeia pública local, permanecendo à disposição da Justiça, devendo responder por furto qualificado e tentativa de estupro de vulnerável.

Jornal Midiamax