Polícia

Homem do Rio de Janeiro é preso por comemorar morte de PM na internet

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu na noite desta quarta-feira um homem que teria comemorado, pela internet, a prisão da PM Fabiana Aparecida de Souza, ocorrida na última segunda-feira. O suspeito, identificado como Eduardo, foi detido por agentes da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Nova Brasília, no Complexo do Alemão. Em seu perfil […]

Arquivo Publicado em 26/07/2012, às 19h38

None

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu na noite desta quarta-feira um homem que teria comemorado, pela internet, a prisão da PM Fabiana Aparecida de Souza, ocorrida na última segunda-feira. O suspeito, identificado como Eduardo, foi detido por agentes da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Nova Brasília, no Complexo do Alemão.


Em seu perfil no Facebook, Eduardo teria explicitado sua satisfação com a morte da policial. Ele também citava o retorno de um grupo criminoso conhecido como “bonde do trem bala” ao complexo de favelas. As postagens foram excluídas do site.


De acordo com a polícia, Eduardo era investigado desde a publicação das mensagens. Ele trabalha como promotor de eventos e participava de uma festa na favela da Chatuba. O suspeito foi detido e encaminhado para a 22ª DP (Penha) para prestar esclarecimentos. Em seguida, foi levado para a 38ª DP (Brás de Pina).


O ataque à UPP



De acordo com a assessoria das UPPs, criminosos atiraram contra a fachada do prédio da unidade de Nova Brasília. Fabiane foi atingida por uma bala que atravessou seu colete. Em quatro anos de operações, esta é a primeira vez que um membro das UPPs é morto por bandidos.


A agente chegou a ser encaminhada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da região, mas não resistiu aos ferimentos. Em outro ataque, os bandidos atingiram a tiros um contêiner que serve de apoio à base da UPP. O Batalhão de Operações Especiais (Bope) está no local reforçando o policiamento em busca dos criminosos.


Jornal Midiamax