Polícia

Condenado pela morte de Rogerinho consegue na Justiça redução de pena

O jornalista Agnaldo Ferreira Gonçalves conseguiu nesta segunda-feira (23) após apelação do advogado Valdir Custódio a redução da pena pela morte do menino Rogério Mendonça, de 2 anos, o “Rogerinho”. Segundo informações do advogado, a apelação foi feita por ele porque o juiz teria aplicado mal a pena. No entendimento do desembargador do TJMS (Tribunal […]

Arquivo Publicado em 24/07/2012, às 17h55

None

O jornalista Agnaldo Ferreira Gonçalves conseguiu nesta segunda-feira (23) após apelação do advogado Valdir Custódio a redução da pena pela morte do menino Rogério Mendonça, de 2 anos, o “Rogerinho”.


Segundo informações do advogado, a apelação foi feita por ele porque o juiz teria aplicado mal a pena. No entendimento do desembargador do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) Romero Osme Dias Lopes, foi dado provimento à apelação de redução de pena e porte ilegal de arma de fogo.


O desembargador Carlos Eduardo Contar também deu provimento à redução de pena mas impugnou as alegações de porte ilegal de arma e o desembargador Manoel Mendes Carli deu improvimento às duas apelações.


“Neste caso, o entendimento é pelo parecer mediano, ou seja, a redução da pena passou de 14 anos e 5 meses para 12 anos e 8 meses. São dez anos e 8 meses pela morte e a manutenção dos dois anos pelo porte ilegal de arma”, explicou o advogado.


A sentença ainda não foi publicada no site do TJ pelas mudanças no sistema de digitalização de processos, segundo alegou o advogado.

Jornal Midiamax