Polícia

Romário promete “surpresa” para Fifa e pede Polícia Federal para Teixeira

Romário adiantou com um sorriso, assim que apareceu no evento de um dos patrocinadores do atacante Neymar: “O meu pé não está mais afiado, mas a língua anda cada vez melhor”. Não demorou muito para ele dar provas de sua picardia, nesta sexta-feira. Rapidamente, o deputado federal centralizou as atenções com novas críticas bem-humoradas a […]

Arquivo Publicado em 12/11/2011, às 13h47

None

Romário adiantou com um sorriso, assim que apareceu no evento de um dos patrocinadores do atacante Neymar: “O meu pé não está mais afiado, mas a língua anda cada vez melhor”. Não demorou muito para ele dar provas de sua picardia, nesta sexta-feira. Rapidamente, o deputado federal centralizou as atenções com novas críticas bem-humoradas a Ricardo Teixeira, presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), e à Fifa.


“Perguntem sobre o Ricardo Teixeira para a Polícia Federal, não para mim”, sorriu Romário, negando que persiga o mandatário por motivos pessoais. “Meu relacionamento com ele sempre foi o normal de um jogador da Seleção Brasileira e um presidente da CBF. Nunca tivemos amizade, mas estávamos longe de inimigos. Hoje, faço as minhas colocações como brasileiro e deputado federal. Estou desempenhando o meu papel.”


O parlamentar Romário tem encampado uma verdadeira cruzada contra o desejo da Fifa de coibir a comercialização de meias-entradas (direito garantido pelo Código de Defesa do Consumidor brasileiro) na Copa do Mundo de 2014. “No domingo, vem mais uma coisa bem interessante sobre a venda de ingressos para a Copa de 2014. Não vou dizer ainda porque é surpresa”, avisou, misterioso.


Com Ricardo Teixeira, no entanto, a birra de Romário não se resume aos preparativos para o Mundial do Brasil. Recentemente, o ex-atacante já havia se irritado com o presidente na condição de comentarista da TV Record nos Jogos Pan-americanos de Guadalajara. “Foi imperdoável não levar os melhores jogadores para o Pan. Havia quatro ou cinco lá que nunca foram titulares nos seus times. É uma falta de respeito à camisa amarela. O Teixeira fez isso porque a Record estava transmitindo, e não a Globo. Isso se chama sacanagem”, esbravejou.


Além de contestar mais uma vez Teixeira e a Fifa, Romário escolheu um novo alvo no evento que reunia Neymar e também o ex-jogador Pepe: Pelé. O deputado federal não gostou dos comentários daquele que é considerado Atleta do Século sobre as suas contestações à CBF.

Jornal Midiamax