Polícia

Refeições para presos da Polícia Civil de Nioaque custarão R$ 43,2 mil para Sejusp

O fornecimento de alimentação para os presos sob custódia da Polícia Civil em Nioaque, a 187 quilômetros de Campo Grande, custará R$ 43.200,00 aos cofres públicos de Mato Grosso do Sul. O governo, por intermédio da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), contratou Maria da Conceição Cândida – ME pelo período de […]

Arquivo Publicado em 29/09/2011, às 13h56

None

O fornecimento de alimentação para os presos sob custódia da Polícia Civil em Nioaque, a 187 quilômetros de Campo Grande, custará R$ 43.200,00 aos cofres públicos de Mato Grosso do Sul. O governo, por intermédio da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), contratou Maria da Conceição Cândida – ME pelo período de um ano.


O extrato do contrato foi publicado nesta quinta-feira (29) e não informa qual a quantia de refeições a serem fornecidas, nem quantos presos serão atendidos. Luiz Serafim Dias assina como ordenador de despesas. O secretário de Segurança, Wantuir Jacini, assina pelo Governo Estadual e Maria da Conceicão Cândida assina como contratada.

Jornal Midiamax