Polícia

Preso quarto integrante de bando que assaltou conveniência e fez funcionários reféns

O jardineiro, Roberto Riquelmo Alves, vulgo “polaco”, de 22 anos, mais um envolvido no assalto em uma conveniência na semana passada, no bairro São Francisco, foi preso na tarde desta segunda-feira (07), em uma casa na rua Montserrat, no bairro Monte Videu, em Campo Grande. O rapaz e outros cinco comparsas são suspeitos de terem […]

Arquivo Publicado em 07/02/2011, às 19h04

None
457670650.jpg

O jardineiro, Roberto Riquelmo Alves, vulgo “polaco”, de 22 anos, mais um envolvido no assalto em uma conveniência na semana passada, no bairro São Francisco, foi preso na tarde desta segunda-feira (07), em uma casa na rua Montserrat, no bairro Monte Videu, em Campo Grande.

O rapaz e outros cinco comparsas são suspeitos de terem invadido o estabelecimento na tarde de quinta-feira (03) e feito reféns o dono, a esposa e um funcionário. Armados, um dos integrantes do bando trancou as vítimas no banheiro enquanto o restante roubava engradados com garrafas de cerveja, pacotes de cigarros, litros de vodka, caixas de doces, câmera fotográfica e ainda duas carteiras.

Roberto foi preso na casa de Ana Claudia da Silva, de 22 anos, que acabou detida para esclarecimentos, mas segundo a polícia, não tem participação no crime.

Depois da prisão, o assaltante levou os policiais militares em outra casa no mesmo bairro, onde foram encontradas duas armas usadas no assalto. Um revólver calibre 38 com numeração raspada, roubado em uma choperia de um policial militar aposentado e um revólver Magnum 357, que Roberto disse ter comprado há três anos em uma boca de fumo. Na casa também foram apreendidos R$ 360.

O preso esclareceu que os produtos roubados da conveniência foram divididos entre eles, assim como o dinheiro.

Outras prisões

No dia seguinte do assalto, na sexta-feira (04), policiais do 9º batalhão prenderam três envolvidos, identificados hoje como Milton Teixeira Junior, vulgo “porquinho”, de 20 anos, Kaywe Fernando Araújo Nakayama, de 18, e Henrique da Silva Gomes, de 20 anos. Todos estão na Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos).

Roberto disse que Kaywe e Henrique não participaram do roubo, mas a polícia investiga o contrário.

O trio foi flagrado em um posto enquanto abastecia o veículo Voyage, placa AAB 0809, de Londrina (PR), que inclusive estava com algumas mercadorias furtadas do estabelecimento. Na ocasião, uma mulher também havia sido detida, mas foi liberada.

Outros dois, identificados apenas como “Márcio” e “gordinho” são procurados pela polícia.

Jornal Midiamax