Polícia

Preso do semiaberto é flagrado bebendo e festando em Amambai

Uma ação conjunta desencadeada pelas polícias, Civil e Militar flagrou na madrugada dessa quinta-feira (23) um preso do regime semiaberto do EPAM (Estabelecimento Penal de Amambai), bebendo e festado em uma conveniência anexa ao Auto Posto Dakota, em Amambai. Jean Carlo Muller Hollandini, o “Xana”, de 28 anos, condenado por tráfico de drogas, estava cumprindo […]

Arquivo Publicado em 23/06/2011, às 14h45

None

Uma ação conjunta desencadeada pelas polícias, Civil e Militar flagrou na madrugada dessa quinta-feira (23) um preso do regime semiaberto do EPAM (Estabelecimento Penal de Amambai), bebendo e festado em uma conveniência anexa ao Auto Posto Dakota, em Amambai.

Jean Carlo Muller Hollandini, o “Xana”, de 28 anos, condenado por tráfico de drogas, estava cumprindo pena na ala do regime semiaberto do EPAM que pegou fogo na semana passada e acabou interditada.

Por conta da interdição, sem ter local para abrigar os detentos, o Poder Judiciário se viu obrigado a liberar os detentos para cumprir a pena em casa.

Pela decisão da Justiça os detentos deveriam seguir as mesmas regras aplicadas quando o semiaberto estava funcionando, ou seja, sair para trabalhar às 6h da manhã e se recolher em casa às 18h, devendo passar os feriados e finais de semana em casa, mas Jean entendeu diferente a determinação e ao invés de cumprir o que a Justiça determinou, decidiu levar uma vida social normal, caindo na farra.

De acordo com a Polícia Civil, após ser preso, o rapaz foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil em Amambai, posteriormente levado para o presídio onde, segundo a polícia, por decisão judicial irá permanecer trancado na cela.

Polícia está intensificando fiscalização

Com o incêndio, até o momento de origem desconhecida, que destruiu a parte restante do setor do regime semiaberto do Estabelecimento Penal de Amambai, na noite da quinta-feira, dia 16 de junho, o setor, que já havia sido parcialmente interditado após ser atingido por outro incêndio em novembro do ano passado (2010) foi totalmente interditado e os 22 detentos que passavam as noites no local foram mandados para casa.

Pela decisão judicial, os presos deverão agir da mesma forma que agiam no semiaberto, sair de manhã para trabalhar durante o dia e se recolher em casa no período noturno.

Após flagrar o detento acima indicando descumprindo essa determinação, as polícias, Civil e Militar de Amambai vão intensificar a fiscalização na cidade para evitar que novos casos dessa natureza venham a acontecer.

Jornal Midiamax