Polícia

Polícia prendeu esposa de acusado pela morte de advogado em Costa Rica

Uma denúncia anônima levou a polícia de Costa Rica à prender Helena de Fátima Silva Lacerda, 35, acusada pelos crimes de tráfico de drogas e moeda falsa (dinheiro falso) na última sexta-feira (23), na Fazenda Santa Maria, distante cerca de 100 km de Costa Rica. Helena e esposa do Oswaldo José de Almeida Junior, o […]

Arquivo Publicado em 24/12/2011, às 19h54

None
1963111898.jpg

Uma denúncia anônima levou a polícia de Costa Rica à prender Helena de Fátima Silva Lacerda, 35, acusada pelos crimes de tráfico de drogas e moeda falsa (dinheiro falso) na última sexta-feira (23), na Fazenda Santa Maria, distante cerca de 100 km de Costa Rica. Helena e esposa do Oswaldo José de Almeida Junior, o “Dinho”. Ele é acusado de ter planejado e mandado executar o advogado Nivaldo Nogueira de Souza que foi morto no dia 23 de março de 2009, em uma lanchonete da cidade. Dinho está recolhido no presídio Federal de Campo Grande.


De acordo com o delegado Cleverson Alves dos Santos, outras duas pessoas estão detidas na delegacia para investigação, Wolnney Silva Lacerda, 41, é irmão de Helena e Valdir Pereira, 39, que informou aos policiais que havia realizado um frete até a fazenda para a acusada. O delegado está trabalhando no sentido de prender um terceiro elemento que ele desconfia que tenha conseguido fugir no momento da abordagem na fazenda, uma vez que, a propriedade e localizada em um local de difícil acesso cercado por mata e por uma furna.


No local foi apreendido R$ 200,00 reais em notas falsas, sendo quatro cédulas de R$ 50,00 reais, substância em pó, dois sacos de produto pó branco desconhecido que pesou 644 gramas, um aparelho de telefone celular de cor preta da marca Nokia, três pacotes pequenos de maconha que totalizou 236 gramas, pasta base, 15 trouxinhas com três gramas cada uma de substância análoga, ou seja, pasta base cocaína.


Com a acusada foi encontrado também um bilhete que a polícia tenta esclarecer as informações contidas nele. Conteúdo do bilhete diz o seguinte: “vc vai com a Fernanda, La no Cuiabá, e busca aquela ferameta por 3x, serto e me mand x 5x. e fale pra ele que aqui ta 100% serto Lena!”.


O dinheiro, a droga e o bilhete foram encontrados dentro de um cano de pvc no mangueiro da fazenda que fica próximo a casa.


De acordo com a denúncia que chegou para o delegado foi descarregado cerca de três quilos de cocaína na fazenda de uma mulher que se chamaria “Madalena”, nome que supostamente seria usado por Helena no meio do tráfico. A denúncia informou também que na propriedade rural havia um homem muito perigoso que seria foragido da justiça. Ainda de acordo com as informações no local teriam duas armas de fogo, sendo pistolas calibre 380, as armas não foram encontradas pela polícia e podem ter sido escondidas, conforme informou o delegado.


A propriedade rural de acordo com a polícia estava em condições de aparente abandono, ou seja, eles teriam chegado ali no local no dia da prisão.


Wolnney disse aos policias que é empregado na propriedade rural. Helena negou que os entorpecentes encontrados na propriedade sejam de seu marido Dinho e afirmou não saber como a droga apareceu naquele local, mas disse não ser dela.

Jornal Midiamax