Polícia

Polícia prende vallet ‘de luxo’ que furtava objetos de clientes em famoso bar da Capital

Rapaz de 21 anos, que manobrava carros no bar Miça, foi flagrado em sua casa com alguns objetos furtados, além de uma folha de cheque em nome de um vereador campo-grandense.

Arquivo Publicado em 17/06/2011, às 22h18

None
670482405.jpg

Rapaz de 21 anos, que manobrava carros no bar Miça, foi flagrado em sua casa com alguns objetos furtados, além de uma folha de cheque em nome de um vereador campo-grandense.

Policiais da Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais) prenderam no início da noite desta sexta-feira (17), no Jardim TV Morena, bairro nobre de Campo Grande, Dianson Oliveira, de 21 anos. Ele é acusado de furtar objetos de dentro de veículos dos clientes do bar Miça, que fica na Avenida Afonso Pena.


Segundo informações policiais, o rapaz, que está no primeiro semestre do curso de Direito, trabalhava sem registro no bar como vallet – manobrista que estaciona os carros dos clientes. Ele ganhava 35 reais por noite e trabalhava geralmente aos domingos e feriados.


Depois de várias queixas dos frequentadores do bar, que notavam a falta de objetos pessoais, os proprietários acionaram a polícia. Eles foram até a casa de Dianson e encontraram alguns objetos furtados, além de talões de cheques e uma folha de cheque em nome do vereador Vanderlei Cabeludo (PMDB).


Apesar das evidências, o autor confessou apenas dois furtos: o de um notebook, avaliado em R$ 2,8 mil, no dia 23 de maio, e o de uma máquina fotográfica digital.


“Quem não tem dom para a coisa [furtar], não adianta nem tentar”, disse o estudante à reportagem durante sua apresentação na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga. Ele não tinha passagens pela polícia até então.


Sem contar detalhes sobre sua situação financeira, já que mora em uma área nobre de Campo Grande, Dianson disse que veio da Bahia com a mãe, que fazia tratamento médico, e com a irmã.

Jornal Midiamax