Polícia

Polícia prende Nem da Rocinha, o traficante mais procurado do Rio

Policiais do Batalhão de Choque do Rio de Janeiro prenderam, por volta da meia-noite desta quarta-feira (9), Antônio Bonfim Lopes, o Nem da Rocinha, bandido mais procurado dos últimos tempos no Rio. O traficante foi levado em comboio para a sede da Polícia Federal, na Zona Portuária do Rio. Nem foi pego em frente ao Clube Piraquê, […]

Arquivo Publicado em 10/11/2011, às 21h49

None

Policiais do Batalhão de Choque do Rio de Janeiro prenderam, por volta da meia-noite desta quarta-feira (9), Antônio Bonfim Lopes, o Nem da Rocinha, bandido mais procurado dos últimos tempos no Rio. O traficante foi levado em comboio para a sede da Polícia Federal, na Zona Portuária do Rio. Nem foi pego em frente ao Clube Piraquê, na Lagoa, Zona Sul do Rio. Ele estava escondido no porta-malas de um Corolla preto, onde estavam ainda três comparsas.


De acordo com o relato dos policiais, o veículo foi abordado nas imediações da Rocinha, quando um de seus ocupantes se identificou como cônsul honorário do Congo, e se recusou a abrir a mala, afirmando que só faria isso na sede da polícia.


O veículo então passou a ser conduzido para o local para que fosse feita a vistoria. Mas na Lagoa Rodrigo de Freitas, os comparsas decidiram parar e ofereceram suborno aos policiais – até R$ 1 milhão teria sido oferecido. Nem acabou sendo descoberto no porta-malas do carro. No veículo também havia grande quantidade de euros.


Mais cedo, a Polícia Federal (PF), com apoio da Secretaria de Estado de Segurança (SESEG), da Subsecretaria de Inteligência e da Superintendência de Inteligência do Sistema Penitenciário, desencadeou uma operação que resultou na apreensão de armas e drogas oriundas da Favela da Rocinha e na prisão de 10 pessoas, sendo quatro policiais e um ex-PM.


Entre os bandidos estava o braço-direito de Nem, o traficante Anderson Rosa Mendonça, o Coelho, chefe do tráfico no morro de São Carlos. Os custodiados estavam distribuídos em quatro carros e foram interceptados quando saíam da Rocinha, próximo a um shopping na Gávea.

Jornal Midiamax