Uma equipe da Polícia Civil de Amambai prendeu, na manhã dessa sexta-feira (19), Adriano Fernandes Nogueira, o “Pingüim”, 18 anos, assassino confesso do funcionário público estadual e professor universitário Valdemir Alves da Silva, de 37 anos.

Ele foi assassinado com 17 facadas no dia 15 de junho dentro de sua residência, situada na região da Vila Pimentel.

Dias após o crime, através de investigação a Polícia Civil chegou até Pingüim e um adolescente de 15 anos que também participou do assassinato.

Eles foram detidos e confessaram o crime, inclusive relatando que haviam roubado a moto do professor, uma Honda Titan 125cc cor prata e Pingüim, em companhia de seu cunhado, Michel Jhonatan dos Santos Assunção, teriam levado a moto para Capitan Bado no Paraguai, onde teriam vendido o veículo por mil reais.

Como não estavam em situação de flagrante na época e também não tinham a prisão preventiva decretada, Adriano e o adolescente foram ouvidos e liberados conforme prevê a legislação em vigor no País.