Polícia

Ministério da Justiça autoriza Força Nacional a combater o tráfico nas fronteiras de MS

O decreto atende a pedido da Polícia Federal. Na prática, a Força Nacional atuará no combate ao tráfico de drogas, armas, e saída irregular de riquezas por 90 dias, prorrogáveis.

Arquivo Publicado em 16/03/2011, às 12h27

None
1916858746.jpg

O decreto atende a pedido da Polícia Federal. Na prática, a Força Nacional atuará no combate ao tráfico de drogas, armas, e saída irregular de riquezas por 90 dias, prorrogáveis.

O Ministério da Justiça autorizou a permanência da Força Nacional de Segurança Pública nas regiões de fronteira em dez estados, incluindo Mato Grosso do Sul. A portaria publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (16) atende pedido do Departamento de Polícia Federal por apoio à execução do Plano Nacional de Atuação nas Áreas de Fronteiras.


Na prática, a Força Nacional irá atuar no combate ao tráfico de drogas, armas e outros ilícitos, saída irregular de riquezas, entre outros crimes correlatos. Os soldados ficarão de prontidão para ação imediata nos seguintes estados: Amapá, Pará, Roraima, Amazonas, Acre, Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná e Santa Catarina.


De acordo com o decreto, o número de policiais a ser disponibilizado pelo Ministério da Justiça obedecerá ao planejamento definido pelos órgãos envolvidos na operação, e o prazo de permanência será de 90 dias, prorrogáveis.


Em Mato Grosso do Sul, a Força Nacional já participou de duas missões: a primeira em 2006, no apoio ao restabelecimento da ordem pública nos presídios de Campo Grande após uma onda de rebeliões. A segunda em 2008, para evitar rebeliões no presídio de segurança máxima de Campo Grande, durante a greve dos agentes penitenciários.

Jornal Midiamax