A ex-ministra e senadora Marta Suplicy (PT-SP) disse à Folha, nesta terça-feira (9), que o seu chefe de gabinete Mário Moysés “fez um trabalho exemplar no Ministério do Turismo”. Ao chegar ao Congresso, ela também elogiou a atuação do sucessor, Luiz Barreto, que comandava a pasta até 2010.
“Fiquei por um ano no Ministério. Ambos foram exemplares. Tanto que foram mantidos no governo”, afirmou ela, recusando-se a fazer avaliação sobre a Operação Voucher.
Mário Augusto Lopes Moysés foi preso na manhã desta terça-feira na operação da Polícia Federal, junto com outras 37 pessoas em Macapá, São Paulo e Brasília.
Moysés chegou a Brasília como chefe de gabinete da hoje senadora Marta Suplicy (PT-SP), quando ela foi nomeada ministra do Turismo, em março de 2007.
Depois que a petista deixou o cargo, ele continuou na pasta e, entre novembro de 2008 e 2010, assumiu a secretaria-executiva do ministério, então sob o comando de Barreto.
Formado em Física pela USP (Universidade de São Paulo) e pós-graduado em Administração Financeira pela FGV (Fundação Getúlio Vargas), Moysés ocupou a presidência da Embratur entre janeiro e junho de 2011.