Polícia

Justiça ouve testemunhas de defesa no caso das mulheres degoladas

Está marcada para as 8h30 da próxima segunda-feira (20), na 2ª Vara do Tribunal do Júri, audiência para ouvir o depoimento de testemunhas de defesa e o interrogatório dos três homens e de uma mulher acusados de envolvimento no assassinato de duas mulheres, Cláudia de Araújo Mugnaine e Regina Bueno França. Elas foram encontradas degoladas […]

Arquivo Publicado em 17/06/2011, às 22h11

None

Está marcada para as 8h30 da próxima segunda-feira (20), na 2ª Vara do Tribunal do Júri, audiência para ouvir o depoimento de testemunhas de defesa e o interrogatório dos três homens e de uma mulher acusados de envolvimento no assassinato de duas mulheres, Cláudia de Araújo Mugnaine e Regina Bueno França. Elas foram encontradas degoladas no dia 1º de dezembro de 2010 na casa de Cláudia, localizada no Bairro Jardim Tijuca, em Campo Grande.

Na audiência serão ouvidas as testemunhas de defesa do acusado W. de S.B. Além disso, ele será interrogado, como também os irmãos, C.R.C. e E.R.C. e a mulher L.R.S.A., defesa de C.R.C., requereu a instalação de incidente de insanidade mental. Em despacho, o juiz titular da 2ª Vara, Aluízio Pereira dos Santos, anunciou que decidirá sobre o pedido após o interrogatório do acusado.

No dia 16 de maio a 1ª Turma Criminal do Tribunal de Justiça, por unanimidade, negou a ordem do habeas corpus impetrado por L.R.S. Os quatro réus estão presos.

Jornal Midiamax