Polícia

Caso Marielly: Antes de encontrar corpo de jovem, polícia já sabia de gravidez

Marielly Barbosa Rodrigues, de 19 anos, foi encontrada morta no dia 11 de junho em um canavial na cidade de Sidrolândia

Arquivo Publicado em 21/06/2011, às 13h08

None
572621785.jpg

Marielly Barbosa Rodrigues, de 19 anos, foi encontrada morta no dia 11 de junho em um canavial na cidade de Sidrolândia

O Delegado Fabiano Nagata, responsável pelas investigações da morte da jovem Marielly Barbosa Rodrigues, de 19 anos, que foi encontrada morta em um canavial na cidade de Sidrolândia, no dia 11 de junho, afirmou hoje que sabia que ela estava grávida.

A informação foi dada durante coletiva da Polícia Civil que está sendo realizada na manhã desta terça-feira no Parque dos Poderes.

O delegado afirmou que, antes mesmo de encontrar o corpo da jovem, sabia que ela tinha feito um exame confirmando a gravidez.

Porém, o delegado afirmou que no corpo da jovem não foram encontrados vestígios de feto. Dessa forma, a jovem deve ter perdido o bebê antes de morrer.

O caso

No dia 21 de maio, Marielly Barbosa Rodrigues, de 19 anos, teria saído da residência no Jardim Imá, onde morava com os pais para encontrar uma amiga e depois o namorado, porém não voltou mais.

Familiares da jovem espalharam cartazes pela Capital e pediram a ajuda de órgãos como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MS) e a Assembleia Legislativa.

Durante as buscas tanto a família quanto a polícia receberam várias denúncias anônimas sobre o paradeiro da jovem, todas eram falsas. Só no último sábado (11), o corpo de uma jovem foi encontrado em um canavial de Sidrolândia.

Exames periciais indicaram que o corpo encontrado é o de Marielly. A identificação não foi feita pelo pai da jovem, devido ao estado avançado de decomposição que o corpo foi encontrado.

Jornal Midiamax