Polícia

Agora: Ação da polícia para reprimir jogo do bicho não tem prazo para acabar, diz delegado

A ação da Polícia Civil para deter envolvidos com o jogo do bicho em Campo Grande não tem prazo para terminar, segundo informações do delegado da Deops (Delegacia Especializada de Ordem Política e Social), Antonio Silvano Mota. De acordo com o delegado, o poder Judiciário é que analisará os casos de quem é reincidente na […]

Arquivo Publicado em 16/03/2011, às 18h05

None

A ação da Polícia Civil para deter envolvidos com o jogo do bicho em Campo Grande não tem prazo para terminar, segundo informações do delegado da Deops (Delegacia Especializada de Ordem Política e Social), Antonio Silvano Mota.

De acordo com o delegado, o poder Judiciário é que analisará os casos de quem é reincidente na prática do jogo do bicho, segundo ele, os detidos serão autuados, assinarão um termo circunstanciado e serão liberados.

O delegado ainda não deu detalhes das prisões e do material apreendido, porém há quantias em dinheiro.

Ao todo, 14 equipes da Polícia Civil estão percorrendo a cidade para prender os envolvidos

Jornal Midiamax