Polícia

Vice-presidente da Câmara de Dourados, preso por corrupção, pediu renúncia do cargo

O vereador de Dourados, Zezinho da Farmácia, do PSDB, renunciou hoje à tarde a vice-presidência da Câmara do município. Ele foi um dos 9 dos 12 vereadores da cidade presos semana passada por suposto envolvimento em esquema de corrupção. Zezinho e o presidente da Casa, Sidlei Alves, do DEM, permanecem na cadeia. Dos 12 vereadores […]

Arquivo Publicado em 08/09/2010, às 21h25

None

O vereador de Dourados, Zezinho da Farmácia, do PSDB, renunciou hoje à tarde a vice-presidência da Câmara do município. Ele foi um dos 9 dos 12 vereadores da cidade presos semana passada por suposto envolvimento em esquema de corrupção. Zezinho e o presidente da Casa, Sidlei Alves, do DEM, permanecem na cadeia.

Dos 12 vereadores apenas 1, a vereadora Délia Razuk, do PMDB, não foi indiciada pela Polícia Federal. Além dos vereadores, foram presos: o prefeito da cidade, Ari Artuzi, do PDT, o vice-prefeito Carlinhos Cantor, do PR e mais 17 pessoas, entre elas empreiteiros.

De acordo com a PF, o prefeito seria o chefe de um esquema que fraudava licitações. Os vereadores recebiam cotas para agirem como cúmplices da trama. Nesta quinta-feira, seis vereadores que não foram presos ou já deixaram a prisão promovem uma sessão.

Jornal Midiamax