Preso suspeito de matar secretário da Saúde em Porto Alegre

A Polícia Civil prendeu nesta sexta-feira o segundo suspeito de envolvimento no assassinato do secretário municipal de Saúde de Porto Alegre, Eliseu Santos, morto a tiros há uma semana. O suspeito foi preso em Fazenda Vilanova, no interior do Estado, e está baleado nas nádegas, de acordo com Ranolfo Vieira Junior, diretor do Deic (Departamento […]
| 05/03/2010
- 22:35
Preso suspeito de matar secretário da Saúde em Porto Alegre

A Polícia Civil prendeu nesta sexta-feira o segundo suspeito de envolvimento no assassinato do secretário municipal de Saúde de Porto Alegre, Eliseu Santos, morto a tiros há uma semana.

O suspeito foi preso em Fazenda Vilanova, no interior do Estado, e está baleado nas nádegas, de acordo com Ranolfo Vieira Junior, diretor do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais). O preso deve ser ouvido ainda nesta sexta.

Segundo o delegado, o outro suspeito se apresentou à polícia na tarde de quinta-feira e não deu declarações sobre o caso. A polícia ainda procura um terceiro suspeito. A Justiça decretou a prisão temporária dos suspeitos.

Para o delegado Bolívar Llantada, que preside o inquérito da morte, os três são ligados a uma quadrilha especializada em roubo de carros, e Santos foi morto após reagir ao assalto, no momento em que se preparava para entrar em seu veículo, um Toyota Corolla. Baleado duas vezes, Santos disparou contra os assaltantes.

O tiroteio ocorreu quando o secretário deixava uma igreja evangélica com a mulher e a filha de seis anos. Santos havia sido ameaçado de morte em maio de 2009, após o rompimento do contrato com uma empresa de segurança que atendia a Secretaria de Saúde. No último dia 25, ele prestou depoimento na Polícia Federal, que investiga o desvio de R$ 9 milhões do Programa Saúde da Família entre 2007 e 2009.

Inicialmente, a Polícia Civil trabalhava com duas linhas de investigação: tentativa de assalto e homicídio encomendado.

Veja também

A Polícia Militar Rodoviária apreendeu 5,3 toneladas de maconha em Ponta Porã, cidade a 298...

Últimas notícias