Polícia

Preso suspeito de matar estuprador em Iguatemi

Jean Carlos Lima Morais, de 19 anos, se apresentou à Polícia Civil de Iguatemi essa semana para confessar ser o autor do assassinato de José Ferreira da Silva, o “Dedé da Porca”, ou “Zé Ferreira” ou “Zé da Porca”, como também era conhecido. “Dedé da Porca” que cumpriu pena por estupro e foi reconhecido, depois […]

Arquivo Publicado em 21/10/2010, às 19h45

None

Jean Carlos Lima Morais, de 19 anos, se apresentou à Polícia Civil de Iguatemi essa semana para confessar ser o autor do assassinato de José Ferreira da Silva, o “Dedé da Porca”, ou “Zé Ferreira” ou “Zé da Porca”, como também era conhecido.

“Dedé da Porca” que cumpriu pena por estupro e foi reconhecido, depois de morto, como sendo o autor de outro estupro ocorrido na cidade no mês passado, foi encontrado morto na noite de terça-feira, dia 12 de outubro, com marcas de tiros e ferimentos na cabeça, em uma região de chácaras, na periferia da cidade, em Iguatemi.

Ao prestar depoimento na Delegacia acompanhado por um advogado, Jean Carlos disse que teria matado “Dedé da Porca” porque a vítima o teria ameaçado de morte, alegando que Jean o estaria difamando por ele ser ex-presidiário.

Segundo teria relatado Jean à polícia, ele e Dedé da Porca teriam saído de um bar da cidade com uma moto emprestada por um “amigo”, para irem a um “suposto esquema” com mulheres em uma chácara, quanto no caminho, Zé Ferreira teria parado a motocicleta para ameaçar o autor.

Segundo Jean, Dedé da Porca estaria armado com um revólver, eles teriam entrado em luta corporal e Jean teria conseguido desarmar o suposto agressor, vindo a disparar contra ele e depois agredido a vítima com golpes de coronha de seu próprio revólver na cabeça.

Para a polícia a versão apresentada pelo homicida confesso é confusa e a Polícia Civil vai continuar trabalhando nas investigações do caso.

Jornal Midiamax