Polícia

Comando da Polícia Militar nega presença de PM2 em reunião de sindicalistas

O Comando Geral da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul negou as acusações feitas por sindicalistas de que haveria policiais do serviço reservado da PM em uma reunião de entidades de classe na tarde desta quarta-feira (22). Confira a íntegra da nota oficial distribuída: Em matéria publicada no site Midiamax, às 16h09 de hoje, […]

Arquivo Publicado em 23/09/2010, às 00h20

None

O Comando Geral da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul negou as acusações feitas por sindicalistas de que haveria policiais do serviço reservado da PM em uma reunião de entidades de classe na tarde desta quarta-feira (22). Confira a íntegra da nota oficial distribuída:


Em matéria publicada no site Midiamax, às 16h09 de hoje, com o título: “ESPIÕES TENTAM MONITORAR REUNIÃO DE ENTIDADES QUE PROTESTAM CONTRA ESCÂNDALO”, imputando a participação de policiais militares infiltrados em reunião realizada, segundo a matéria, na tarde de hoje na Fetems, o Comando Geral da PMMS contesta veementemente tal acusação, informando que nenhum agente do serviço de inteligência ou qualquer outro policial militar estavam na referida reunião ou em qualquer outra de caráter político-associativo, acrescentando que integrantes da Policia Militar não praticam atos de espionagem, expendendo seus esforços no sentido de realizar seu papel principal, qual seja, a realização do policiamento ostensivo preventivo e a manutenção da ordem pública.


A matéria em tela não expressa a realidade dos fatos e lamentamos que esse órgão de imprensa não tenha buscado as informações necessárias que confirmassem tal noticia. Assim, nos colocamos a disposição e reafirmamos o compromisso da PMMS em trabalhar em prol de uma segurança pública cada vez melhor e que atenda os reais interesses do povo sul-mato-grossense.


O Midiamax esclarece aos leitores que antes do início da referida reunião houve a apresentação de um vídeo. Logo depois um participante se levantou e apontou dois homens como sendo da PM2 (serviço reservado da Polícia Militar). Ambos, sem nenhuma reação, se levantaram e saíram da sede da Fetems, onde acontecia a reunião.

Jornal Midiamax