Polícia

Polícia britânica quer destruir livro sobre a princesa Diana

A polícia britânica está considerando uma ação legal que lhe permita destruir o livro escrito pelo ex-guarda-costas da princesa Diana e proibi-lo de obter lucros com a obra, disse o jornal londrino Evening Standard hoje. O livro Diana: Closely Guarded Secret, de Ken Wharfe, que chegou às lojas esta semana coincidindo com o quinto aniversário […]

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

A polícia britânica está considerando uma ação legal que lhe permita destruir o livro escrito pelo ex-guarda-costas da princesa Diana e proibi-lo de obter lucros com a obra, disse o jornal londrino Evening Standard hoje. O livro Diana: Closely Guarded Secret, de Ken Wharfe, que chegou às lojas esta semana coincidindo com o quinto aniversário da morte da princesa, foi repudiado pela família real britânica, incluindo os filhos de Diana, William e Harry.

Advogados da Scotland Yard (a polícia federal britânica) estão investigando a possibilidade de procesar Wharfe, um ex-detetive, sob a alegação de que ele revela detalhes de operações que poderiam comprometer a segurança da família real no futuro, afirmou o jornal. Um porta-voz da Scotland Yard não quis comentar as possíveis ações legais, mas não negou as informações contidas na reportagem.

Wharfe, atualmente promovendo seu livro nos Estados Unidos, é o mais recente ex-integrante da equipe de Diana a publicar detalhes da vida particular da princesa para um público aparentemente insaciável. A morte de Diana, há cinco anos, num acidente de carro em Paris, ajudou a aumentar ainda mais a afeição que as pessoas comuns sentiam por ela.

Quanto ao livro de Wharfe, o Evening Standard afirmou que a polícia estava tentando retirar de circulação todas as cópias existentes e doar os lucros para uma instituição de caridade. Wharfe não estava disponível para comentários.

Jornal Midiamax