Polícia

Doente mental mata garoto e é morto pela polícia nas Filipinas

Um filipino doente mental raptou um menino de 4 anos, mantendo-o como refém e ameaçando-o com uma faca em Pasay, distrito próximo a Manila, nas Filipinas. A polícia começou a atirar e matou o homem, identificado como Diomedes Talvo, depois que ele começou a esfaquear o pequeno Dexter Balala. O garoto também morreu no local. […]

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

Um filipino doente mental raptou um menino de 4 anos, mantendo-o como refém e ameaçando-o com uma faca em Pasay, distrito próximo a Manila, nas Filipinas. A polícia começou a atirar e matou o homem, identificado como Diomedes Talvo, depois que ele começou a esfaquear o pequeno Dexter Balala. O garoto também morreu no local.

Os resultados da autópsia comprovaram que o Balala tinha vários ferimentos de faca e também de bala, pois foi atingido pelos tiros da polícia. Segundo testemunhas, Talvo capturou o garoto numa rodoviária e começou a exigiu a presença de uma autoridade governamental para se render. Após infrutíferas negociações com a polícia, ele começou repentinamente a dar vários golpes de faca na criança.

Folha Online.

Jornal Midiamax