O segredo do sucesso do “Luva de Pedreiro”

| 12/07/2022
- 09:21
Wilson Aquino
Wilson Aquino

A mídia e autoridades no assunto não conseguem explicar o incrível sucesso e o fenômeno em que se tornou o jovem baiano Iran Ferreira, conhecido internacionalmente, da noite para o dia, como o “Luva de Pedreiro”. Dono de bordões como “Receba”, sempre usado no final de seus vídeos que viralizaram na internet, jogando futebol, ele hoje é a sensação da internet.

Apesar de uma bela história, dramática e de sucesso ao mesmo tempo, de um jovem pobre, analfabeto e morador de um povoado paupérrimo no município de Quijingue, no nordeste baiano, não há dúvida de que a explosão de seu trabalho como influenciador digital se deu mesmo por conta das palavras de agradecimento a Deus, proferidas de maneira eufórica, aos gritos, depois de seus feitos com a bola: “Receba! Receba! Obrigado meu Deus!”.

Ele profere essas últimas palavras, sempre elevando as mãos, o sorriso e o olhar aos céus em agradecimento ao Senhor por tudo o que faz e o que recebe.

Está aí o segredo do sucesso desse rapaz e de todos aqueles que buscam os mais variados e bons objetivos na vida e que atribuem ao Senhor cada avanço, cada conquista recebida.

Foram centenas de vídeos gravados pelo jovem que sequer sabe ler ou escrever, onde, depois de demonstrar seu talento com o domínio da bola e chutes certeiros a gol, sai correndo e gritando em agradecimento ao Senhor.

Todo indivíduo que age assim, confiante em Deus e se esforçando ao máximo para fazer a sua parte, da melhor maneira possível, assim como “Luva...”, agradecendo sempre pelas graças recebidas, certamente alcançará sucesso em absolutamente qualquer coisa (boa) que empreender.

E como nesses últimos tempos o parece cada vez mais distante de Deus e, consequentemente da obediência aos Seus ensinamentos e mandamentos, “Luva...” deixa a todos uma grande lição: o Senhor está sempre pronto para ajudar todos aqueles que O buscam com fé e determinação.

O Brasil, assim como quase todos os países do mundo, atravessa grandes dificuldades econômicas. Primeiro, por conta da pandemia que trouxe o desemprego e o desespero a incontáveis famílias pelas perdas de vida para o vírus. Depois veio a guerra, envolvendo dois países, mas que abalou a economia de quase todo o mundo.

Os preços dos produtos de uso e consumo aumentaram e continuam subindo, provocando problemas de abastecimento em diversas regiões do planeta. Como se não bastasse tudo isso, houve também mudança política em alguns países, dominados por regimes totalitários, que levaram o caos a alguns deles. Tudo isso exigindo muito das famílias e da sociedade em geral.

Tudo isso agrava o quadro geral. No entanto, sem a ajuda de Deus, as coisas ficam muito mais difíceis. O indivíduo precisa se conscientizar disso e dobrar os joelhos em oração para que os obstáculos sejam transpostos e tudo volte à normalidade.

Incontáveis testemunhos ao longo dos anos comprovam que a vida não é fácil para ninguém. Porém, ficam muito piores sem Deus na vida, no coração, mente e ação do indivíduo.

Felizes aqueles que reconhecem o poder do Senhor e dobram os joelhos, sempre, em oração e agradecimento pela vida e por tudo o que recebem. Esses estarão sempre de cabeça erguida, felizes e contentes, pois sabem que não estão sós e que no final das contas, o que conta mesmo é a manutenção da fé em segui-Lo até o fim.

Não há dúvida ou receio em afirmar que: enquanto o jovem “Luva...” ou qualquer outra pessoa continuar dobrando seus joelhos, elevando seus braços, olhos e sorrisos aos céus, em gratidão ao Senhor, atribuindo a Ele o sucesso de seus feitos, ele terá mais e mais destaques na vida e será admirado por grande multidão por muito mais tempo. Receba!

*Jornalista e Professor

Veja também

Últimas notícias