O nível de alerta foi elevado após um vulcão no centro das Filipinas entrar em erupção, enviando uma nuvem de cinzas de 5 quilômetros de altura para o céu, disse a agência sismológica do país, indicando que novas erupções eram possíveis.

Em uma escala de 5, o nível de alerta está agora em 2 no Monte Kanlaon, um vulcão ativo que abrange as províncias de Negros Oriental e Negros Ocidental. Residentes ainda não foram aconselhados a evacuar o local, disse o Instituto Filipino de Vulcanologia e Sismologia.

“Relatos de cinzas grosseiras e odores sulfurosos foram feitos em comunidades nas encostas ocidentais do vulcão”, disse o instituto.

Dois tremores vulcânicos fracos também foram registrados, acrescentou.

Ao aumentar o nível de alerta, o instituto disse que o vulcão pode entrar em erupção ainda mais e que pode haver uma erupção magmática.

A agência de sismologia recomendou que os reguladores da aviação aconselhassem os pilotos a evitar voar perto do cume do vulcão. As comunidades também foram aconselhadas a usar máscaras ou cobrir a boca com pano úmido como forma de proteção contra as cinzas na atmosfera.

O diretor do instituto, Teresito Bacolcol, disse nesta segunda-feira que uma zona de perigo permanente de quatro quilômetros estava instalada ao redor do sopé do vulcão, mas a agência ainda não havia recomendado evacuações para os residentes que vivem na área.

Um entre as duas dúzias de vulcões ativos do país, o Kanlaon entrou em erupção pela última vez em dezembro de 2017, disse Bacolcol.

As Filipinas estão no “Anel de Fogo” do Pacífico, onde atividades vulcânicas e terremotos são comuns.