Putin diz que negociações de paz com Ucrânia estão em "beco sem saída"

Presidente russo promete que suas tropas vão vencer
| 12/04/2022
- 17:51
Putin diz que negociações de paz com Ucrânia estão em "beco sem saída"
Russian President Vladimir Putin attends a meeting with the head of the Russian Union of Industrialists and Entrepreneurs Alexander Shokhin in Moscow, Russia March 2, 2022. Sputnik/Mikhail Klimentyev/Kremlin via REUTERS ATTENTION EDITORS - THIS IMAGE WAS PROVIDED BY A THIRD PARTY.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse nesta terça-feira (12) que as negociações de paz com a Ucrânia chegaram a um "beco sem saída", usando seus primeiros comentários públicos sobre o conflito em mais de uma semana para prometer que suas tropas irão vencer e para provocar o Ocidente por não conseguir que Moscou desistisse de sua meta.

Ao falar sobre a guerra em pela primeira vez desde que as forças russas se retiraram do norte da Ucrânia após serem barradas nos arredores de Kiev, Putin prometeu que a Rússia irá atingir todos os seus "nobres" objetivos na Ucrânia.

No sinal mais forte até agora de que a guerra irá se estender por mais tempo, Putin disse que Kiev desestabilizou as negociações de paz ao encenar o que chamou de falsas acusações de crimes de guerra russos, e ao exigir garantias de segurança para a Ucrânia.

"Nós voltamos a uma situação de beco sem saída para nós", disse Putin, líder da Rússia desde 1999, em um briefing à imprensa durante uma visita ao Cosmódromo Vostochny, 5.550 quilômetros ao leste de Moscou.

Questionado por trabalhadores da agência espacial russa se a operação na Ucrânia atingiria seus objetivos, Putin disse: "Absolutamente. Eu não tenho dúvidas".

A Rússia irá "ritmicamente e com calma" continuar sua operação, mas a conclusão estratégica mais importante é a de que a ordem internacional unipolar que os haviam construído após a Guerra Fria estava se rompendo, afirmou o líder russo.

Putin disse que a Rússia não tinha escolha a não ser lutar porque tinha que defender os falantes de russo do leste da Ucrânia e impedir que seu ex-vizinho soviético se tornasse um trampolim para inimigos de Moscou.

O Ocidente tem condenado a guerra como uma apropriação brutal de terras de estilo imperial visando um país soberano.

Veja também

Socorristas têm usado drones e helicópteros para procurar vítimas

Últimas notícias