Presidente da Itália dissolve Parlamento após renúncia do primeiro-ministro, Mario Draghi

A dissolução foi adotada após o segundo pedido de renúncia de Draghi.
| 21/07/2022
- 13:10
Presidente da Itália dissolve Parlamento após renúncia do primeiro-ministro, Mario Draghi
Premiê italiano, Mario Draghi. (Foto: Francesco Ammendola/Divulgação)

O presidente da , Sergio Mattarella, dissolveu o Parlamento na tarde desta quinta-feira, 21, em um movimento que considerou "inevitável", após os recentes debates e a votação realizada ontem no Senado italiano, como disse em discurso. "É sempre a última escolha, especialmente neste momento", disse. Em sua fala, Mattarella agradeceu a Mario Draghi pelos durante os últimos 17 meses como primeiro-ministro da Itália.

A dissolução foi adotada após o segundo pedido de renúncia de Draghi, durante a madrugada desta quinta. Na quarta-feira, dia 20, Draghi havia conquistado o voto de confiança no Senado, mas lidou com o boicote dos partidos Movimento 5 Estrelas (M5s), Irmãos da Itália e Liga Norte.

De acordo com a agência italiana Dire, segundo fontes qualificadas, a eleição deve ocorrer no dia 25 de setembro.

Veja também

China enviou navios e drones para a região

Últimas notícias