Justiça decreta prisão preventiva de envolvidos em caso de abuso de criança em escola no Paraguai

Caso aconteceu em Lambaré, no Departamento Central
| 09/05/2022
- 09:03
Justiça decreta prisão preventiva de envolvidos em caso de abuso de criança em escola no Paraguai
Pais de alunos fizeram protesto no Paraguai para pressionar Justiça (Foto: Ricardo Roa)

A Justiça do decretou neste domingo (8) a prisão preventiva da diretora, da coordenadora e também de de uma escola particular de Lambaré, no Departamento Central. Elas são investigadas por envolvimento no caso de abuso sexual de uma aluna de apenas seis anos de idade.

A decisão foi tomada pela juíza Gladys Fariña, após audiência realizada Tribunal de San Lorenzo. O caso ganhou repercussão no país vizinho, após protesto de pais de alunos da escola onde a criança teria sido abusada por funcionários.

A Polícia Nacional teve que intervir nas manifestações, uma vez que a população ficou revoltada e ameaçou um linchamento dos envolvidos, segundo informações do Última Hora. Após serem ouvidos pela Justiça, os acusados para a penitenciária da cidade de Lambaré.

De acordo com a investigação, o abuso teria ocorrido no dia 26 de abril, mas a instituição de ensino ignorou os protocolos, por isso a família apresentou queixa ao Ministério Público. O Ministério da Educação e Ciências do Paraguai também ordenou a intervenção na escola onde as aulas foram suspensas por 10 dias.

Veja também

Esta é a primeira vez que é aplicada a pena máxima desde que se proibiu totalmente o aborto no país

Últimas notícias