Homem é internado na Indonésia após enfiar cabo de nylon de 2m no pênis durante masturbação

O rapaz foi encaminhado ao ambulatório do serviço de psiquiatria para avaliação do comportamento sexual e foi avaliado com transtorno obsessivo-compulsivo
| 15/02/2022
- 18:46
Fio de nylon de dois metros foi evacuado da bexiga do paciente
Fio de nylon de dois metros foi evacuado da bexiga do paciente - Divulgação

Mais um caso emergencial incomum, desta vez, um homem de 37 anos que não teve sua identidade revelada foi internado após ter inserido um fio de nylon de dois metros em seu pênis na .

Conforme o artigo publicado, o homem teria dado entrada no com fortes dores abdominais por consequência da introdução do cabo. O paciente, virgem, relatou que o fio foi colocado na uretra durante masturbação e o objetivo era prazer sexual. Foi a primeira vez que ele introduziu algo no pênis, segundo relatou à equipe médica.

Segundo os médicos a comunicação com o paciente foi desafiadora devido ao constrangimento por ter inserido o fio de nylon enquanto estava totalmente ereto e assistia conteúdo pornográfico na internet. O fio de nylon chegou até sua bexiga, motivo da queixa sobre fortes dores abdominais.

O objeto foi retirado do membro com uma pinça após procedimento de cistoscopia com anestesia local. “As queixas pós-operatórias do paciente, os sinais vitais e a produção de urina estavam dentro dos limites normais. O paciente recebeu alta dois dias após a operação”. Destacou um trecho do texto.

Após a alta, o rapaz foi encaminhado ao ambulatório do serviço de psiquiatria para avaliação do comportamento sexual e foi avaliado com transtorno obsessivo-compulsivo, com predomínio de tendências obsessivas e parafilia. Ainda conforme o texto, a gratificação sexual alcançada pela autoinserção de objetos na uretra é classificada como uma parafilia e uma combinação de sadomasoquismo e fetichismo.

Leia o artigo completo e detalhado aqui.

Veja também

Últimas notícias