De olho no voto muçulmano, Macron defende o uso do véu e a liberdade religiosa

Marine Le Pen, sua adversária conservadora, é contra a imigração e o uso da peça de roupa na França
| 16/04/2022
- 09:31
De olho no voto muçulmano, Macron defende o uso do véu e a liberdade religiosa
Foto: WIKIMEDIA COMMONS

O presidente e candidato à reeleição Emmanuel Macron tenta garantir os votos dos muçulmanos na França no da eleição, no dia 24, atacando sua adversária conservadora, Marine Le Pen, por sua proposta de proibir o véu islâmico em se for eleita.

Apesar de a candidata de extrema direita ter moderado sua imagem, ela continua sendo contra a imigração e o uso da peça de roupa na França.

Macron, por sua vez, apresentou-se como um defensor da liberdade religiosa, afirmando que a proibição do véu significaria, por mandato constitucional, que também seriam proibidas outras peças simbólicas como o quipá judaico e a cruz cristã. (Com agências internacionais)

Veja também

A organização afirma que três mil casos da varíola já foram registrados desde maio

Últimas notícias