Mundo

Primeira-dama do Paraguai tem parentes no prédio que desabou em Miami

Ao todo, são 28 os latino-americanos desaparecidos em Miami

Estadão Conteúdo Publicado em 25/06/2021, às 08h45

Prédio desabou durante a madrugada e as causas ainda são desconhecidas
Prédio desabou durante a madrugada e as causas ainda são desconhecidas - Foto: Reprodução/ Redes Sociais

O Ministério de Relações Exteriores do Paraguai informou que entre os seis paraguaios desaparecidos após o colapso de um edifício na Flórida estão Sophia López-Moreira, irmã da primeira-dama do país, Silvana López-Moreira, o marido dela, o empresário Luis Pettengill, e três filhos do casal.

Entre os desaparecidos também há uma mulher identificada como Gladys Villalba, que trabalhava para a família. A chancelaria e o Consulado-Geral do Paraguai em Miami continuavam monitorando a situação e confirmaram que o número de desaparecidos se mantinha em 6.

O cônsul do Paraguai em Miami, Justo Pastor Apodaca, desmentiu as informações divulgadas nas redes sociais de que os paraguaios tinham sido encontrados com vida. "Não há mais compatriotas, não recebi outras denúncias de amigos ou parentes, nem o consulado, estavam somente eles", disse.

O presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, suspendeu atividades previstas para ontem no norte do país para acompanhar as informações sobre a família de sua mulher. Segundo a presidência, a primeira-dama viajaria para Miami.

Ao todo, são 28 os latino-americanos desaparecidos em Miami. Além dos paraguaios, há três uruguaios, nove argentinos, quatro venezuelanos e seis colombianos.

Jornal Midiamax