Mundo

Novo morador encontra boneca com bilhete macabro dentro de parede

Caso inusitado ocorreu na Inglaterra

Renata Barros Publicado em 22/09/2021, às 09h04

Boneca de pano foi encontrada dentro de parede de gesso
Boneca de pano foi encontrada dentro de parede de gesso - Foto: Reprodução

Imagine só você se mudar para uma casa e encontrar dentro de uma parede uma boneca segurando um bilhete com a narrativa de um assassinato? Foi exatamente o que aconteceu com o britânico Jonathan Lewis, de 32 anos.

Lewis, que é professor, realizou o sonho de comprar a casa própria e estranhou o fato de haver uma parede de gesso bloqueando um dos espaços. Movido pela curiosidade, Lewis resolveu quebrar parte da parede com um martelo na sexta-feira (17) e foi então que encontrou a boneca macabra, chamada Emily.

"Havia um fio saindo de onde os proprietários anteriores tinham a geladeira, mas eu não sabia onde estava conectado. Então, bati em um pedaço da placa de gesso para ver o que estava lá", afirmou o professor em entrevista ao jornal local Liverpool Echo.

Com a boneca, foi encontrado um bilhete que narra um suposto assassinato dos antigos donos da casa, na década de 60. No entanto, segundo o corretor de imóveis que vendeu a casa para Lewis, a cozinha foi feita há aproximadamente cinco anos, inviabilizando a versão do crime.

Confira a transcrição da carta encontrada com Emily:

"Prezado leitor/novo dono da casa, obrigado por me libertar!

Meu nome é Emily. Meus donos originais moravam nesta casa em 1961.

Eu não gostava deles, então eles tiveram que ir. Tudo o que eles fizeram foi cantar e se divertir. Foi repugnante.

Esfaquear foi a minha escolha de morte para eles, então espero que você tenha facas. Espero que você durma bem”.

A situação no mínimo bizarra, não assustou o novo morador, que acredita que tudo é uma grande brincadeira. Ele chegou a ser aconselhado por alguns amigos a deixar a casa, mas pretende continuar morando por lá. “O papel não parece ser muito antigo, com certeza foi colocado ali recentemente, disse. É cada uma, né?

Jornal Midiamax