Mundo

Novo decreto paraguaio mantém restrições e toque de recolher a partir de meia noite

Medida foi assinada pelo presidente Mário Abdo Benítez nesta sexta feira e tem validade até o dia 26

Medida é extensiva às cidades fronteiriças , como Pedro Juan Caballero
Medida é extensiva às cidades fronteiriças , como Pedro Juan Caballero - Marcos Morandi

O toque de recolher em terras paraguaias continua valendo a partir da meia noite até às 5 horas. A medida já editada há 10 dias pelo presidente do Paraguai, Mário Abdo Benítez foi prorrogada nesta sexta-feira (16) e tem validade até o dia 26 de abril e é extensiva às cidades fronteiriças, como Pedro Juan Caballero, na fronteira com o Mato Grosso do Sul.

O decreto estabelece “prorrogar o prazo estabelecido no art. 1º do Decreto nº 5.100, de 9 de abril de 2021, até abril 26 de 2021 e, por conseguinte, mantêm-se em vigor as medidas específicas previstas no referido decreto, no âmbito do Plano de Levantamento Gradual do Isolamento Preventivo Geral em território nacional por Coronavírus Pandémico (Covid-19)”.

Ficou estabelecido também, pelo novo decreto de "Marito", como é conhecido o presidente paraguai, que os negócios essenciais e não essenciais, bem como a gastronomia, como bares, cafés, restaurantes e outros, também podem funcionar das 05h00 às 23h59 com agendamento prévio e até ao máximo de 4 pessoas por mesa, desde que haja respeito ao distanciamento.

Jornal Midiamax