Mundo

Estados Unidos acusa irã por morte de ex-agente do FBI

Os Estados Unidos acusaram o Irã pela “provável morte” do ex-agente do FBI Robert Levinson, que desapareceu em março de 2007. O Tesouro dos EUA anunciou sanções contra dois altos funcionários da inteligência iraniana que estariam envolvidos com o caso, Mohammad Baseri e Ahmad Khazai. A administração Trump disse ainda que qualquer negociação com o […]

Gabriel Neves Publicado em 14/12/2020, às 21h38

Iranianos queimam bandeiras dos EUA durante uma cerimônia para marcar o 40º aniversário da Revolução Islâmica em Teerã, no Irã. Foto: (Reprodução/Meghdad Madadi/Tasnim News Agency/via Reuters)
Iranianos queimam bandeiras dos EUA durante uma cerimônia para marcar o 40º aniversário da Revolução Islâmica em Teerã, no Irã. Foto: (Reprodução/Meghdad Madadi/Tasnim News Agency/via Reuters) - Iranianos queimam bandeiras dos EUA durante uma cerimônia para marcar o 40º aniversário da Revolução Islâmica em Teerã, no Irã. Foto: (Reprodução/Meghdad Madadi/Tasnim News Agency/via Reuters)

Os Estados Unidos acusaram o Irã pela “provável morte” do ex-agente do FBI Robert Levinson, que desapareceu em março de 2007.

O Tesouro dos EUA anunciou sanções contra dois altos funcionários da inteligência iraniana que estariam envolvidos com o caso, Mohammad Baseri e Ahmad Khazai.

A administração Trump disse ainda que qualquer negociação com o Teerã feita pelo presidente eleito Joe Biden deveria incluir a libertação de prisioneiros americanos, conforme publicado no portal UOL.

Levinson desapareceu em 2007 em circunstâncias misteriosas e desde então Washington tem solicitado a ajuda de Teerã para a investigação.

“A verdade é que agentes de inteligência iranianos, com a autorização de altos funcionários iranianos, estiveram envolvidos no sequestro e na detenção de Bob”, afirmou o diretor da Polícia Federal dos EUA, Christopher Wray.

“O governo dos EUA chegou à conclusão de que todas as evidências que temos sugerem que Bob morreu em cativeiro”, disse outro alto funcionário dos EUA à imprensa.

Jornal Midiamax