Mundo

Nova tecnologia LED permite que pacientes recebam mensagens na pele

Criador defende uso médico e para esportistas

Joaquim Padilha Publicado em 21/02/2018, às 11h47

None

Criador defende uso médico e para esportistas

Uma nova tecnologia desenvolvida pelo professor Takao Someya, da Universidade de Tóquio, no Japão, pode facilitar a comunicação entre médicos e pacientes, ou mesmo ser utilizado  para receber mensagens que poderão ser vistas diretamente na pele.

Someya desenvolveu uma tela de LED tão fina e flexível que pode funcionar como uma segunda pele. O dispositivo, com um mlímetro de espessura, conta com tecnologia para comunicação ser fio e um sensor para o recebimento de mensagens.

O material pode ser colocado sobre qualquer superfície, mesmo as mais complicadas, como uma mão. “Se você o coloca diretamente sobre a pele, tem a impressão de que faz parte do seu corpo. Quando alguém lhe envia uma mensagem à mão, isso o aproxima emocionalmente do remetente”, diz o professor.Nova tecnologia LED permite que pacientes recebam mensagens na pele

Outros usos do dispositivo são os de esportistas, que podem monitorar as atividades enquanto praticam por meio da pele de LED, ou para que funcionários recebam instruções sem precisar parar de trabalhar.

A expectativa de Someya é que a tecnologia passe a ser comercializada em grande escala nos próximos três anos no Japão. No país, com alta taxa de envelhecimento, a tecnologia pode ser também usada para lembrar pacientes de tomarem suas medicações.

Jornal Midiamax