Mundo

Ex-diretor do FBI acusa Donald Trump de mentir no Senado dos EUA

James Comey presta depoimento no Senado

Joaquim Padilha Publicado em 08/06/2017, às 14h46

None

James Comey presta depoimento no Senado

O ex-diretor do FBI, James Comey, exonerado em maio pelo presidente Donald Trump, começou a dar seu depoimento nesta quinta-feira (8) no Senado norte-americano acusando Trump de mentir e difamar sua imagem, assim como a do próprio FBI.

Comey já tinha afirmado, nesta quarta-feira (7), que Trump havia lhe pressionado para livrar o ex-conselheiro de Segurança Nacional, Michael Flynn, das investigações encabeçadas pelo FBI, a polícia federal norte-americana.

Para o ex-diretor do órgão policial, sua demissão foi “confusa”. Ele alega ter sido questionado por Trump se era leal ao republicano, e se gostava de seu trabalho na chefia da agência.

“Eu entendo que o presidente pode demitir o diretor do FBI sem nenhum motivo. Mas fiquei confuso, porque ele me disse repetidas vezes que eu estava fazendo um bom trabalho”, disse Comey ao Senado.Ex-diretor do FBI acusa Donald Trump de mentir no Senado dos EUA

“Depois, a Casa Branca escolheu me difamar, e mais importante, difamar o FBI, quando o presidente disse que o órgão estava em ‘desordem’, era mal liderado e seus funcionários tinham perdido a confiança em seu líder. São mentiras, puras e simples”, disse o ex-diretor.

Comey, que liderava a agência desde 2013, era responsável pelas investigações sobre a suposta influência russa nas eleições presidenciais americanas do ano passado. 

O ex-diretor do FBI foi questionado se acreditava que a Rússia teria interferido nas eleições norte-americanas, ao que respondeu que não tinha dúvidas, porém ressaltou que acredita que essa interferência foi “mal-sucedida” em questão de alterar número de votos.

(com supervisão de Evelin Cáceres)

Jornal Midiamax