Mundo

Bomba caseira encontrada em outra estação de São Petersburgo

Dez pessoas morreram e pelo menos 22 foram hospitalizadas

Henrique Kawaminami Publicado em 03/04/2017, às 14h52

None
russiadfjliisdijfods.jpg

Dez pessoas morreram e pelo menos 22 foram hospitalizadas

Uma bomba caseira foi encontrada nesta segunda-feira (3) no metrô de São Petersburgo, na Rússia, depois que a rede foi fechada em função de uma explosão que matou dez pessoas e deixou dezenas de feridos, informou o Comitê Nacional Antiterrorista citado por agências russas.

"Uma bomba caseira foi detectada a tempo na estação de Ploshad Vosstaniya e foi neutralizada", indicou o orgão.

Todas as estações foram fechadas, de acordo com autoridades do metrô, e 41 ambulâncias foram encaminhadas para socorrer as vítimas.

O presidente russo, Vladimir Putin, que está em São Petersburgo nesta segunda, onde deveria se encontrar com o presidente da Bielo-Rússia no fim do dia, comentou o incidente no metrô da cidade. Ele afirmou que há mortos e feridos e expressou suas condolências às famílias das vítimas.

Putin disse ainda que já conversou com os responsáveis pelos serviços de segurança no país, que estão tentando determinar a causa do incidente. Ele disse que no momento todas as hipóteses, incluindo terrorismo, são consideradas.

Inicialmente, falava-se em dupla explosão. No entando as autoridades confirmaram que houve apenas uma explosão entre duas estações ligadas entre si: Sennaya Ploshchad e Instituto de Tecnologia. A bomba caseira utilizada tinha o equivalente a 200 gramas de TNT e foi colocada em um vagão.

“Houve apenas uma explosão em um local entre duas estações, enquanto o trem chegava ao Instituto de Tecnologia vindo da estação Sennaya Ploshchad”, disse uma fonte dos serviços de emergência.

O metrô de São Petersburgo é um dos mais profundos do mundo e recebe cerca de três milhões de passageiros diariamente. É um dos dez mais movimentados sistemas de metrô do planeta. Pelo menos 22 pessoas foram hospitalizadas.

​Nas redes sociais, imagens e relatos também confirmaram a explosão. As fotos publicadas no Twitter mostram a porta de um dos vagões retorcida e várias pessoas caídas na estação. Assista o vídeo aqui.

É possível ver que uma estação de metrô está repleta de fumaça, enquanto usuários correm agitadamente, algumas pedindo por socorro, e outras pessoas saem pelas janelas de um vagão destruído.

Testemunhas temem que a explosão tenha sido causada por uma bomba, e a unidade de combate ao terrorismo da Rússia está participando das investigações. Autoridades dizem que já tomam medidas para evitar mais explosões, enquanto as estações de metrô já foram completamente esvaziadas.

Autoridades ainda não emitiram comentários oficiais sobre a história.

Jornal Midiamax