Mundo

Polícia espanhola afirma que massacre de família brasileira foi ‘acerto de contas’

Corpos foram encontrados esquartejados em casa próxima a Madrid

Norberto Liberator Publicado em 20/09/2016, às 13h14

None
policia-espana-efe.jpg

Corpos foram encontrados esquartejados em casa próxima a Madrid

As autoridades da Espanha declararam, nesta segunda-feira (19), que a principal suspeita sobre o massacre de uma família brasileira – um casal e duas crianças – é de “acerto de contas”. Os corpos foram encontrados esquartejados e as investigações seguem em sigilo.

De acordo com a rede francesa RFI, os investigadores acreditam que os corpos já estavam mortos há mais de um mês. “As pistas são a de um acerto de contas”, afirmou José Julián Gregório, prefeito da região de Castilha-La Mancha.

Os corpos foram encontrados em sacos de lixo, depois de um vizinho ligar para a polícia reclamando do mau cheiro que vinha da casa, a 60km de Madrid.

Os corpos do casal estavam separados em troncos e membros, cada um em sacos diferentes. Em outros dois sacos plásticos, estavam os corpos inteiros dos filhos do casal – um menino de cinco anos e uma menina de um.

A polícia afirma que o tipo de crime indica o trabalho de um assassino profissional. “Está muito claro que a intenção era de sumir com as pistas”, declarou Jesus Garcia, tenente-coronel e investigador, a uma rádio local. “A impressão é de que tudo foi abandonado de repente”.

Jornal Midiamax