Mundo

Mulher submetida a primeiro transplante de face no mundo morre na França

Procedimento cirúrgico foi realizado em 2005

Ana Paula Chuva Publicado em 06/09/2016, às 19h29

None
dinoire.jpg

Procedimento cirúrgico foi realizado em 2005

A francesa Isabelle Dinoire, submetida em 2005 ao primeiro transplante parcial de face do mundo, morreu no dia 22 de abril aos 49 anos de idade, revelou nesta terça-feira (06) o hospital universitário de Amiens, onde foi operada.

A noticia vazo pelo jornal Le Figaro, e segundo informações da Agência EFE, a mulher morreu "por consequência de uma longa doença", afirmou o centro hospitalar em comunicado que confirmou a noticia.

O hospital ainda acrescentou que a informação não foi divulgada antes à imprensa para preservar a intimidade da família.

Segundo o "Le Figaro", os tratamentos aos quais a mulher estava sendo submetida para evitar a rejeição provocaram o surgimento de um câncer.

Antes de seu falecimento, a paciente sofreu um novo episódio de rejeição da região transplantada e perdeu uma parte dos movimentos dos lábios, acrescentou o jornal em seu site.

Dinoire tinha perdido os lábios, parte do nariz e o queixo quando foi atacada por sua cadela em maio de 2005. A operação para tentar reconstituir sua face, em novembro daquele ano, durou mais de 15 horas.

Sua primeira aparição pública após o transplante aconteceu em fevereiro de 2006, em uma conferência no hospital que foi transmitida ao vivo por televisões de todo o mundo.

Visivelmente emocionada e um tanto tímida, a mulher disse à imprensa naquele evento que seu desejo era retomar uma vida "normal" e se mostrou confiante de que a operação serviria para ajudar outras pessoas que sofriam do mesmo problema.

Desde 2005, segundo lembrou hoje o "Le Figaro", foram realizados mais de 30 transplantes de face no mundo.

Jornal Midiamax