Mundo

União Europeia aprova plano para combater a imigração ilegal

Objetivo é impedir que barcos de refugiados deixem os portos da Líbia

Gerciane Alves Publicado em 19/05/2015, às 11h20

None
imigracao.jpg

Objetivo é impedir que barcos de refugiados deixem os portos da Líbia

A União Europeia aprovou um plano militar para combater a imigração ilegal no Mar Mediterrâneo. O objetivo é impedir que barcos lotados de refugiados deixem os portos da Líbia.

As embarcações precárias, muitas vezes, afundam ou são abandonadas no meio do caminho pelos traficantes.

A operação militar aprovada na segunda-feira (18) pela União Europeia deve ser lançada no mês que vem.

O primeiro passo será o uso de radares, satélites e aviões de reconhecimento para coletar informações sobre as gangues que atuam no Mar Mediterrâneo. A fiscalização de barcos navegando sem bandeiras também será autorizada.

A última etapa do plano é mais agressiva, navios de guerra seriam posicionados para destruir as embarcações dos traficantes antes que ela possam ser lançadas ao mar.

A Grã-Bretanha vai pedir ao Conselho de Segurança da ONU que autorize estes ataques. A permissão é necessária porque os possíveis alvos podem estar em águas internacionais ou até mesmo nos portos.

Preocupado, o governo da Líbia questiona como será feita a distinção entre os barcos usados nos tráfico de pessoas e os de pescadores.

Jornal Midiamax