Mundo

Presidente da Rússia: ‘Copa de 2018 não deve ser questionada’

Putin segue certo de que a vitória do país europeu passa incólume por qualquer esquema de fraude

Gerciane Alves Publicado em 20/06/2015, às 19h04

None
putin.jpg

Putin segue certo de que a vitória do país europeu passa incólume por qualquer esquema de fraude

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou que não houve nenhuma irregularidade na escolha do país para organizar a Copa do Mundo de 2018. O chefe de Estado, portanto, não vê razões para as investigações sobre o evento, apesar de estar à disposição para contribuir com as autoridades.

“Lutamos de maneira honesta e ganhamos. Achamos que a decisão não deve ser questionada. A Fifa já decidiu. Nós já começamos a construir os estádios”, disse o presidente, numa conferência, em São Petersburgo.

Recentemente, em meio aos escândalos de corrupção que tomaram conta da Fifa, Dominico Scala, chefe do Comitê de Auditoria da entidade, afirmou que a Rússia, assim como o Qatar em 2022, poderia perder o direito de organizar a Copa caso seja encontrada alguma prova de investigação.

Putin segue certo de que a vitória do país europeu passa incólume por qualquer esquema de fraude ou compra de votos.

“Cabe a um tribunal decidir quem é culpado. Um inquérito jpa foi aberto e não houve nenhuma acusação contra Moscou”.

Jornal Midiamax